Páginas

sábado, novembro 15, 2008


Fazendo juz a minha adesão a blogagem coletiva sobre adoção, deixei para postar no último dia.

Fui lá no Aurélio e confirmei.:

Adoção:1 Ação ou efeito de adotar. 2 Aceitação legal como filho; perfilhamento (Cód Civ, art 375).
3 Aceitação; admissão.

O que sei é que aqui no Brasil se tratando da parte burocrática, enormes filas de crianças e adolescentes para serem adotadas, filas também de pessoas a fim de adotar uma criança, parece que tudo conspira para dificultar esse ato. Mas sei de casos lindos de adoção que transformaram vidas de pessoas. Há quase 30 anos, em minha adolescência pude com orgulho ver minha mãe por três vezes arrumar um lar para crianças não bem quista em seu lar biológico.Tal fato era alegria dupla, para parte adotada e para mães adotivas que eram estéril. Elba Ramalho (cantora brasileira) declarou essa semana que está fazendo sua 3ª adoção, ela já tem um filho biológico e duas filhas adotadas. Será mais fácil uma celebridade como Elba ou Joli, adotarem uma criança? Ponho a pensar: eu adotaria uma criança se tivesse condições financeiras? É só de qualidade de vida que elas precisam?
Ainda essa semana também ví numa TV não convencional a diretora de uma ONG falando que quando passou a trabalhar na tal entidade, via aquele monte de berços numerados e as crianças eram apenas um número. Aos poucos ela foi tranformando aqueles números em histórico, exigiu que fossem trocados os números pelos seus nomes e tais crianças passaram a terem uma história. Sim, tudo passou a ser anotado e fotografado. Estas crianças quando crescerem terão fotos de seus aniversários dentro da entidade. Talvez a imagem de seus pais façam-lhe falta na fotografia, mas as outras crianças estarão lá, as tias, diretoras e pais adotivos fincanceiros, aqueles que adotam crianças dentro das entidades e se responsabilizam pela ajuda que dão para seu sustento e vão além disso, porque eles a visitam, presenteiam em datas comuns e especiais como dia das crianças, natal, aniversário etc... Há também aqueles que as levam para passear como se fossem pais e filhos e a tarde a devolvem para entidade. Muitos destes são pessoas idosas sem permissão para adoção ou solteiras mas solidários. Me perguntei se há muito sofrimento na volta dessa criança para entidade. E descobri que não, porque assim como a maioria das crianças hoje em dia, filhos de pais separados sabem levar muito bem a idéia de ver o pai alguma vez na semana, viver esse dia com muita qualidade e voltar ao lar doce lar com uma história para preencher a folha do seu diário. Acho que a idéia deveria ser expandida e até eu que não tenho grande condições financeiras estaria disposta a adotar uma criança, ajudá-la financeiramente na entidade e dedicar-me quantas vezes na semana fosse possível, para acompanhá-la durante todo tempo que fosse preciso, para faze-lá crescer com uma boa cabeça e mais com um vínculo afetivo de amigo, coisas que as vezes não há nem dentro dos lares biológicos, lembrando que isso seria só um voluntariado de apoio, não solução . A Luz da bíblia, o próprio Deus fez valer a adoção, ainda que espiritual , esse ato fez nos irmãos de um Deus, Jesus Cristo!

Aí está o versículo:Efésios 1:5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade.

ADOTE essa idéia, certamente você é um filho adotivo de Deus!

18 comentários:

Georgia Says:
23:20

Oi Susi, certamente eu sou uma filha adotiva de Deus.

Gostei muito do seu post. Trouxe uma nova visao sobre adocao. Gostei de saber que pessoas idosas mesmo nao podendo adotar, elas podem levar a crianca para um passeio no final de semana e muito bom o novo sistema adotado em se trocar os números pelos próprios nomes e tirar fotos. Tudo isso, ajuda a identificar e a fazer um passado diferente para essa crianca.

Muito obrigada pela participacao.

Grande abraco

Sheherazade Says:
01:48

Oi, Susi!
Gostei de te encontrar lá no meu espaço, pois adoro fazer amigos e é sempre uma alegria recebê-los. Quanto à sua pergunta, apesar de admirar quem o faça, não adotaria uma criança. Não por egoísmo ou insensibilidade, mas pelos temores que cercam os pais quanto ao futuro dos seus filhos, que envolve questões absolutamente fora do próprio controle ou vontade. Conheço vários casos se insucesso na família do meu ex-marido, alguns com desfechos bem dramáticos e talvez isso tenha me dado uma visão menos romântica da adoção, infelizmente. Devo dizer, no entanto, que admiro e louvo quem o faz.

Bom domingo. Beijão!

Serena Flor Says:
09:44

Bom dia Susi,
também participei desta linda blogagem e me emociono com cada postagem que leio.
Esta blogagem vai ser uma ferramenta muito importante pra quem está em dúvida quanto à adoção.
Servirá como base e incentivo.
Adorei seu post e seu blog minha querida! Parabéns.
Um beijo...
Serena.

Ludi Says:
15:50

Acho lindo o fato de se adotar uma criança, criar um filho que não foi gerado no seu ventre...
Mas me dói um pouco saber que por trás disso as vezes se adota filhos de maus tratos, de crianças que abandonam suas crianças em lixos...
Todo ano aqui em casa a gente monta uma sacolinha e da pra uma criança... é a minha forma de adoção =)
Beijão

Janaina Says:
17:51

Ahhhh agora entendi o motivo da pergunta deixada no comentário do Alfarrábio. Eis a resposta que deixei lá para você:
Susi^A^: adotaria sim. Penso muito nisso, já que tenho 33 anos e não tenho namorado, nem nada parecido com isso... Mas para adotar, ainda preciso esperar um pouco mais. Mesmo tendo um filho, penso em adotar outro. Sei lá, acho importante. Acho que é um pouco fazer minha parte, sabe?
Beijos.

Lys Says:
05:16

Oi Susi, tudo bem ?

Obrigada pela visita ao meu blog e respondendo a sua pergunta, que era, se eu adotaria um filho, a resposta é que sim, sem dúvida adotaria. No entanto, não acho que o procedimento deva ser simplificado. Adotar um filho não deve e nunca deverá ser um procedimento fácil.

beijocas
Lys

Jens Says:
17:34

Oi Susi.
Também participei da blogagem e acho que este foi um dos momentos mais belos e significativos da blogosfera. Que bom que nós estivemos lá.
Um beijo.

Nina Says:
11:06

hey susi! obrigada pela visitinha :)

realmente, que idéia legal essa dos idosos. Tudo é tao válido, nao é?
isso eu notei na blogagem coletiva, tem tantas idéias brotando, tanta coisa nova, tanta coisa bonita.. aprendi um monte de coisa bacana por essas andancas de blog em blog. nao canso de parabenizar a geórgia e daćio pela bonita iniciativa :)

vc perguntou se eu adotaria alguém, sim, certamente! já tive mt vontade, mas a época nao me permitia.

agora estou tentando engravidar, quero meu teceiro filhotinho :)
mas já avisei, que se nao der certo, adotaremos!

um beijo querida, adorei te receber na nossa casinha.

Márcia(clarinha) Says:
12:27

Oi Susi, obrigada pela visita.
Sim, sou filha de Deus e Nele confio.
Quanto a adotar uma crinaça hoje não mais faria, um tempo atrás fiquei com uma menininha até que seu pai biológico a tomou de mim, nunca mais pensei em adoção, tive quatro filhos e hoje nove netos.
Mas apoio a iniciativa de quem tiver amor e responsabilidade para criar filhos do coração.

lindo dia flor
beijos

Ludi Botelho! Says:
13:46

Olá querida foi um prazer conhe-la e respondendo sua pergunda..
sim, uns dos meus sonhos é poder adotar uma criança...
seja muito bem vinda ao nova caminhada...
bjooo

Serena Flor Says:
15:23

Sinta-se homenageada então minha querida!rs
Obrigada pela visita minha linda!
Bjs...Serena

EternaApaixonada Says:
18:18

*****

Olá Susi!
Uma agradável surpresa encontrá-la em um dos meus blogs!
Obrigada pelo comentário carinhoso!
Seja bem vinda!
Estou já adicionando o Jardim Fechado para acompanhar seu blog!
Uma das coisas boas da blogsfera é essa sintonia que nos aproxima, causando amizades lindas!
Gostei muito de "conhecer" um pouco de vc e sua linda família!
Parabéns!
Tenha uma ótima noite!
Beijos com meu carinho.
Helô

*****

Sheherazade Says:
04:12

Susi,
Voltei só pra te dizer que publiquei um novo post, hoje, que é a tua cara, pois aconteceu com um amigo meu o mesmo que te aconteceu com o desmaio por conta do sapato. Até fiz alusão a ti. Quando puderes, passa lá, pra dar risada,tá?

Bjs

Lucia Cintra Stevenson Says:
14:11

Oi Susi, obrigado pela visita no meu blog.

Respondendo sua pergunta sobre adocao, eu o faria sim. Acho um ato muito nobre e com certeza eu consideraria se quisesse ter filhos, mas nao e' algo que eu e meu maido desejamos. Bjos

Evelize Says:
11:54

Olá Susi vim retribuir sua visita. Gostei de seu blog. Foi voltar sempre. E quanto a adoção estão nos meus planos há anos, e tenho certeza que vou concretizá-lo,
Beijos e bom fds

Cris_do_Brasil Says:
20:30

Oi minha querida, muito prazer tb!

Vim dar uma espiada, e qual minha surpresa achei um cantinho fascinante, que transmite muita paz, do jeitinho que eu gosto. Mas gosto mesmo.

Achei linda essa música de fundo, seus textos sao fortes como os de Mário Quintana e Clarice Lispector, falam do que vai na nossa alma...

Mas o que mais me surpreendeu foi ver ali do ladinho que vc tb foi filha de uma mae chamada ROSITA, e que ela tb já nao está mais entre nós, assim como a minha mae Rosita (veja no meu blog julho/2007)... grande e boa coincidência!!!

Amanha volto comentar esse texto, que à princípio já me sinto totalmente envolvida, por 2 motivos. Mas isso é para amanha.

Boa noite, sweet dreams!

Saia Curta Says:
01:29

OI SUSI, VIM RETRIBUIR SUA VISITA, ADORO FAZER AMIZADES. OBRIGADA MESMO.
APROVEITANDO PARA PARABENIZAR SUA LINDA MATÉRIA SOBRE ADOÇÃO.
SIM VC ME PERGUNTOU SE EU TERIA CORAGEM DE ADOTAR.
OLHA,NUNCA DIGO DESSA ÁGUA NÃO BEBEREI.
NO MOMENTO COM CERTEZA NÃO. TENHO DOIS FILHOS, UM DE 20 ANOS E UMA DE 15. JÁ ME FAZEM RIR E CHORAR.
FILHO É MUITA RESPONSABILIDADE,REQUER MUITA DEDICAÇÃO,RENÚNCIA...
ENTÃO, TEMOS QUE PENSAR BEM ! SE REALMENTE ESTAMOS PREPARADOS...
GRANDE BEIJO!
N@N@

Jerry Says:
04:22

Olá Suzi

Muito legal o seu post. Que bom seria se muitos pensassem como você.

Postar um comentário